Novas Matrículas / Renovação de Matrículas Ano Letivo 2020/21

Institucional/29.05.2020

Mediante a situação de excecional emergência que nos apanhou a todos de forma tão inesperada, comportamentos que até aqui eram parte da nossa rotina quotidiana, não só a nossa vida enquanto cidadãos, como enquanto instituição, à semelhança da comunidade em que nos inserimos, não passam agora e nos próximos tempos de uma mera lembrança.

Pelos decretos governamentais e orientações das autoridades de saúde nacionais e internacionais, vimo-nos até aqui limitados na ação, mas a segurança de todos e o bem comum assim o exigiu.

No entanto, e apesar de termos consciência das dificuldades que se colocam e colocarão a todos os níveis e para todos nos tempos que se avizinham, é hora de arregaçar mangas e colocar mãos à obra, pois como a história nos tem mostrado, a seguir à tempestade, virá a bonança.

É hora não de voltar à normalidade, mas sim de criar a nova normalidade que não exclua ninguém, mas que vá de encontro aos cuidados que todos devemos ter, assim como que vá de encontro à consciencialização comunitária que teremos de adquirir para uma convivência que se mostre segura para todos.

Assim, vem a AFA comunicar que as inscrições para 1ª matrícula, assim como as renovações de matrícula para frequência dos serviços de infância da AFA serão este ano preferencialmente feitos através dos meios eletrónicos que colocamos este ano disponíveis no site da AFA.

Pedimos que sendo este um ano piloto para a funcionamento desta nova ferramenta sejam pacientes, assim como têm a garantia que da nossa parte estaremos disponíveis para o esclarecimento de qualquer dúvida.

Daremos de seguida algumas informações pertinentes:


  • As matrículas devem ser efetuadas no separador Matrículas / Inscrições da nossa página oficial (Segundo o modelo de matrícula em que se insere);
  • Prazos para as inscrições / renovações são os seguintes:



Vamos juntos e como até aqui, contamos com todo o vosso apoio.

Contem com a AFA, assim como a AFA conta convosco!

Com a certeza de, apesar de uma nova realidade a que iremos ter de nos adaptar e habituar a conviver, todos nós estamos a conseguir reinventar e adaptar de forma exímia.


Nenhum de nós foi convidado, mas a verdade é que fomos mesmo obrigados a mudar.